Estatuto da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Estado de Goiás é aprovado

Representantes de Santas Casas e hospitais filantrópicos goianos voltaram a se reunir hoje, 15 de julho, na Santa Casa de Misericórdia de Goiânia para a aprovação do estatuto da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Estado de Goiás. A criação da Federação foi aprovada em reunião realizada no dia de 5 julho, também na Santa Casa, com as presenças do presidente da Confederação Brasileira das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas, Mirócles Veras, e do diretor-geral da CMB, Mário César Homsi.

Na reunião de hoje, coordenada pelo superintendente Administrativo da Santa Casa de Misericórdia de Goiânia, Irondes José de Morais, a superintendente Geral do hospital, Irani Ribeiro de Moura, ressaltou a importância da nova Federação, que chega para unir e fortalecer a representatividade das Santas Casas e dos hospitais filantrópicos goianos.

O estatuto aprovado na reunião desta sexta-feira definiu pontos, como as instituições que vão integrar a Federação e as atribuições e composição de sua diretoria, que terá um presidente, um vice-presidente e os diretores administrativo, financeiro e secretário, além do conselho fiscal. A diretoria, que deve ser eleita na próxima reunião do grupo agendada para 27 de julho, terá mandato de três anos, podendo ser reeleita por mais uma gestão.

Participaram do encontro, representantes da Santa Casa de Misericórdia de Goiânia, Hospital de Câncer Araújo Jorge, Fundação Banco de Olhos de Goiás e Casa de Eurípedes (Goiânia), Hospital do Câncer Francisco Camargo (Inhumas), Hospital de Caridade São Pedro D´Alcântara (Cidade de Goiás), Santa Casa de Anápolis (Anápolis), Associação Hospital São Pio X (Ceres), Santa Casa do Povo (Itapuranga) e Vila São Cottolengo (Trindade).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.