Contas da Santa Casa de Misericórdia de Goiânia de 2021 são aprovadas por unanimidade

Em Assembleia Geral Ordinária, realizada em 29 de abril, no Centro Pastoral Dom Fernando, as contas da Santa Casa de Misericórdia de Goiânia referentes ao exercício fiscal de 2021 foram aprovadas por unanimidade.

Participaram da AGO e votaram pela aprovação, o arcebispo metropolitano da capital e presidente do hospital, Dom João Justino; o vice-presidente Dom Levi Bonatto; o secretário-geral da Sociedade Goiana de Cultura (SGC), Wolmir Amado; a reitora da Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Olga Ronchi, e a pró-reitora de Desenvolvimento Institucional, Helenisa Maria Gomes de Oliveira Neto.

A votação aconteceu após uma detalhada apresentação das contas pelas assessorias Financeira, de Contratos e Convênios, Contábil, Jurídico Cível e Jurídico Trabalhista, que evidenciaram as entradas e saídas de receita da Santa Casa, os desafios diários, o trabalho que vem sendo realizado para o enfrentamento da escassez de recursos e as negociações voltadas para a redução e quitação de débitos.

Embora tenham ficado claras as enormes dificuldades para assegurar a sobrevivência financeira do hospital, a prestação de contas também mostrou que todo recurso que chega tem sido muito bem aplicado, o que tem permitido a compra de equipamentos e a realização de melhorias na infraestrutura.

Os impactos dos bloqueios judiciais decorrentes de ações cíveis e trabalhistas que atingem os recursos repassados à Santa Casa e o vencimento neste ano do convênio com a Secretaria de Saúde do Estado também foram apresentados e debatidos na prestação de contas, coordenada pela superintendente Geral, Irani Ribeiro de Moura.

Ao votar pela aprovação, Dom João Justino destacou que essa prestação de contas ressalta a importância da Santa Casa de Misericórdia de Goiânia e do trabalho em equipe. O arcebispo aprovou as contas e parabenizou a superintendente Geral por coordenar equipe, que, segundo ele, demonstrou trabalhar em conjunto pelo bem do hospital e dos pacientes atendidos.

Dom Levi Bonatto também votou pela aprovação e parabenizou a equipe de trabalho e a superintendente da Santa Casa. A professora Helenisa Gomes, que já foi superintendente Geral da Santa Casa, também parabenizou toda a equipe e lideranças pelo compromisso visceral com o hospital.

O secretário-geral da SGC ressaltou que os dados apresentados mostram a melhoria da Santa Casa de 2017 até agora. “Percebemos claramente o esforço de cada um e a competência da dra. Irani na gestão do hospital”, disse, ressaltando entender que a solução para a crise que afeta a Santa Casa é política e que os gestores públicos precisam ver a grandeza e importância do hospital que recebe pacientes da capital, do interior e de todo o Centro-Norte do País.

A professora Olga Ronchi destacou aprovar as contas com louvor. “Com a crise dos últimos anos, que foi ainda mais agravada pela pandemia, estar nesta condição é um milagre. Percebemos um movimento de superação e qualificação na Santa Casa”, afirmou.

A superintendente Geral agradeceu a todos e declarou ter muito orgulho da equipe que a acompanha na Santa Casa e que vem trabalhando para manter o bom funcionamento do hospital. Assim como na abertura da AGO, Dom João Justino encerrou os trabalhos com uma oração.

Nos próximos dias, será realizada uma nova reunião para a apresentação detalhada do trabalho realizado pela Santa Casa. “Espero entender mais sobre a Santa Casa de Misericórdia de Goiânia para poder sugerir e contribuir com melhorias”, disse o arcebispo. As contas apresentadas serão disponibilizadas no Portal da Transparência, no site do hospital.

Clique e confira as fotos do evento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.